Lições do filme EXTRAORDINÁRIO.

1 de abril de 2018 por Ricardo Jordão

Extraordinário… o filme… QUE EXTRAORDINÁRIO!!! Somente agora eu assisti… é que a minha dose de filmes para chorar já estava completa… com THIS IS US… mas… agora que a série fez uma pausa, eu estava com saudades de ver um filme de chorar, então, lá fui eu assistir EXTRAORDINÁRIO.

Eu imagino que a essa altura do campeonato todos vocês já assistiram esse filme, certo?

O filme é sobre tentar ser gentil com as pessoas, todas elas, por mais esquisitas que elas pareçam ser.

Escolha ser gentil! Sempre!

O ódio que uma pessoa joga sobre você é sempre consequência de alguma coisa que não sabemos que essa pessoa está vivendo.

Escolha ser gentil!

Sempre!

Por mais difícil que seja.

Uma das cenas que partiu o meu coração foi quando o Jack Will, amigo do Auggie, foi para cima do Julian – o moleque que enchia o saco do Auggie.

Quando os professores chegam para separar a briga, Jack – o menino bonzinho – começa a chorar de vergonha ao notar que ele tinha se transformado em uma pessoa que ele não é.

A briga, a raiva, o ódio, transforma a gente em pessoas que não somos.

Brigar nunca vale a pena. Nunca.

Se você é do bem, você fica muito chateado depois que se mete em uma briga.

Certo?

Agora… Se você tem o costume de brigar com os outros, e não fica mais chateado com isso, meu velho, minha velha, você precisa de um abraço.

Por falar nisso, cenas de abraços é o que mais tem no filme.

Eu sei que na vida real um abraço não é suficiente para levantar a auto-estima de uma pessoa, mas… é um bom começo.

TODAS AS PESSOAS SOFREM ALGUM TIPO DE BULLYNG. TODAS!

Por exemplo, Assim que o filme começa, Auggie é JUSTAMENTE o primeiro a fazer bullyng.

Quando ele é apresentado aos amiguinhos, ele julga o caráter dos colegas por conta dos sapatos que eles usam!

Essa é a grande mensagem do filme.

Todas as pessoas que você conhece – por melhor que aparentam estar no Facebook e Instagram – estão vivendo terríveis dramas pessoais.

Não se iluda com o que você vê nas redes sociais.

A bonitinha está sofrendo. O cara sarado está sofrendo. O loiro de olhos azuis está sofrendo. O guru de auto-ajuda está sofrendo. O negro também. O chinês também. Todo mundo.

No final do filme, Auggie ganha o prêmio de melhor aluno etc, mas ele mesmo reconhece que os verdadeiros vencedores são os amiguinhos, os professores, a sua irmã, o pai, e a mãe dele. Esses sim merecem ser aplaudidos de pé por continuarem apoiando ele apesar de todos estarem vivendo dramas pessoais.

O professor que largou um emprego em uma multinacional para seguir o sonho de ensinar. A irmã que é abandonada pela melhor amiga. A melhor amiga que não tem pai nem mãe disponível para assistir a sua estreia no teatro. A mãe que abre mão do trabalho para cuidar dele. O pai que conta piadas durante o dia mas chora sozinho de noite.

Todos os dias eu corro pela manhã. Eu procuro cumprimentar todo mundo que passa por mim. Algumas pessoas não me cumprimentam. Não to nem aí. Eu cumprimento.

Talvez eu nunca fique sabendo dos dramas pessoais que essas pessoas estão vivendo, mas, tô tentando me aproximar.

É o mínimo que devemos fazer.

EXTRAORDINÁRIO… quando tiver que escolher entre estar certo ou ser gentil, escolha sempre ser gentil.

#choosekind
#escolhasergentil

ARREBENTA!!!

Jordão

Deixe um comentário